Direto da Holanda - Parte l

Por Thais Serafini
Sonneveld Huis: uma casa do futuro

A família Sonneveld de Rotterdam era composta por quatro membros: as duas filhas, a mãe e o pai, Albertus Sonneveld, um dos diretores da famosa companhia holandesa Van Nelle. Por isso, quando os arquitetos Van der Vlugt e Brinkman construíram a nova fábrica Van Nelle, foram contratados por Albertus para criar também a casa da sua família. O próprio prédio da empresa se tornou um ícone do estilo chamado Funcionalismo Holandês, cujo princípio de arquitetura era valorizar a luz, o ar e o espaço. E essas foram as linhas que guiaram também a construção desta casa, para onde a família se mudou no ano de 1933.

Em 1997 a casa foi comprada por uma instituição de museus e monumentos (Stichting Volkskracht Historische Monumenten), restaurada por arquitetos especializados e, com a ajuda do Instituto Holandês de Arquitetura, a situação da casa nos anos 30 foi recriada e então aberta ao público.

O que nós, sortudos visitantes, podemos apreciar hoje é uma casa extremamente moderna e funcional, com grandes janelas e decoração minimalista. Cada detalhe foi pensado para tornar a vida da família mais prática, por exemplo, as 'passagens secretas' para os empregados da casa serem vistos somente quando necessário. Alguns outros detalhes curiosos:
- as roupas sujas eram jogadas em uma abertura na parede do andar dos quartos e caíam diretamente dentro de um cesto no andar térreo, ao lado da lavanderia;
- logo na frente da porta do quarto do casal existia uma pequena bandeja dobrável, presa à parede, para que de manhã cedo os empregados pudessem deixar o chá sem perturbar o casal;
- na cabeceira das camas, existia um telefone e os controles de luz e som ambiente;
- ao abrir as portas dos armários e guarda-roupas, uma lâmpada se acendia automaticamente (como na geladeiras).

A comprovação de que os arquitetos souberam criar soluções muito originais para o dia-a-dia da família na casa é o sucesso de visitas até hoje, mesmo em um tempo em que o ser humano acredita nunca ter sido mais moderno.

Nederlands Architectuurinstituut
Museum Park 25
3015 CB Rotterdam
www.nai.nl


Categorias:

Gostou do post? Comente aqui

Mostrando 6 Comentários

Cláudia Murakami7/9/10

Thais, o que mais gostei foi do truque do sumiço da roupa suja! AMEI!! Faria isso aqui em casa, sim!! Cairia direto na minha lavanderia!!! Ah, coisa boa não ter que andar com meu grande cesto de vime com formato de cabeça de elefante nas mãos, cheio de roupas sujas pela casa!!!!
Seja bem vinda, querida!!
Beijocas!! Bela.

Reply ♥
Saron7/9/10

Oi Susi, voltei!!!Nossa quanta mudanças no blog.Fiquei ate me perguntando se tinha acessado outro.Mas é mesmo seu blog e com muitas novidades.Preciso de tempo para me atualizar.Adorei esse post.A casa ficou incrivel!!!Bjos

Reply ♥
Carina7/9/10

To te convidando a participar do sorteio lá do Cacareco Chique!
Bjokas!
http://cacarecochique.blogspot.com

Reply ♥
Margaret7/9/10

Adorei essa idéia da pia embutida, aliás seu blog é tudo....

Beijos
Margaret

Reply ♥
Camila10/9/10

Thaís,
Adorei o post! Achei o máximo como tu terminou o textinho dizendo que nunca nos achamos tão modernos, quando na verdade essa casa tem luxos que ultrapassam até mesmo o conforto da nossa vida moderna, como por exemplo o chuveiro, que na época não existia em lugar nenhum. O detalhe é que o chuveiro da casa dos Sonneveld tinha 10 jatos!!! Na minha nobre casa dos anos 2000 não tem disso!!! Bjos

Reply ♥
Camila10/9/10

Thaís,

Adorei o textinho, a parte mais legal foi o final onde tu diz que o ser humano nunca se achou tão moderno. A casa Sonneveld tinha luxos como chuveiro, que nenhuma casa da época tinha, aliás o chuveiro tinha 10 jatos...na minha nobre casa dos anos 2000 não tem um chuveiro com 10 jatos.
bjos

Reply ♥