26 julho 2011

Produzindo sombra ao invés de luz

Heath Nash é um designer sul-africano e foi convidado para projetar uma instalação de iluminação pública para o Festival HIFA de Artes Cênicas de 2011 realizado em Harare, Zimbábue.
Porém, ao caminhar pelas ruas da cidade e procurar inspiração para seu projeto escultural, ele percebeu que as pessoas escolhiam as zonas de sombra, debaixo das árvores, para socializar, sentar e relaxar com os demais. Portanto, o designer decidiu que seria mais benéfico investir suas ideias e projetar uma estrutura criadora de sombra, a ser utilizada durante o dia (para escapar do escaldante sol africano), do que um elemento de iluminação que seria utilizado apenas à noite. Poupar energia e melhorar a vida diária tanto dos habitantes da cidade quanto do público do festival seriam as prioridades.
Além disso, Heath pode contar com cinco talentosos artesãos locais, cada um treinado em diferentes técnicas com materiais específicos para ajudá-lo na execução de suas ideias.
Os materiais em questão? Resíduos plásticos, principalmente garrafas, coletados na cidade e que juntos formariam estruturas de padrões repetidos.




Mas não estava tudo resolvido assim tão facilmente pois o tempo curto apressava o trabalho. Depois de resolver questões de orçamento, ainda faltava decidir onde o material coletado seria limpo e trabalhado. Na etapa seguinte, a equipe conseguiu obter pedaços de metal e madeira de um famoso mercado local, chamado 'siya so'. O nome significa algo como 'deixe assim' - ou 'o que você é o que você tem, não reclame' - e acabou nomeando também a instalação para o festival.






Totalmente baseado em recursos locais, humanos, materiais e ideológicos, o Siya So mostrou também um interessante e poderoso efeito visual, contribuindo não só na estética mas também na vida da cidade.
via Designboom

Thais Serafini, designer gaúcha que vive no Brasil mas com o coração em Milão, Itália. Constantemente pesquisando, participando de eventos, procurando inspirações e refletindo sobre design, cultura e arte no cenário atual e também em suas direções para o futuro. Tudo isso e mais algumas divagações estão disponíveis em seu blog Cataclisma Material.

9 comentários:

  1. QUE ÓTIMA IDEIA. AS INSCRIÇOES PARA O SOTEIO LÁ NO BLOG JÁ COMEÇARAM, VEM VER. BEIJOCAS E ÓTIMA SEMANA...

    ResponderExcluir
  2. Super boa idéia pra feiras aqui do Brasil...mas será que isso não faz sombra esquentando mais a moleira, Susi? Plástico esquenta.
    bjins
    eidia
    www.oquevivipelomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. QUE BUENAS IDEAS PARA LIMPIAR MARES Y RIOS QUE ESTAN LLENAS DE PLASTICOS...
    MUY BIEN
    SALUDITOS

    ResponderExcluir
  4. Susi,
    que coisa maravilhosa! É disso que a gente precisa, viu? Parabéns pelo post!
    Bj
    Lidiana

    ResponderExcluir
  5. Adorei a ideia!
    Beijos, Thais!!
    Bela

    ResponderExcluir
  6. OI TAHIS BOA NOITE LEGAL GOSTEI DAS POSTAGENS ABRAÇO

    ResponderExcluir
  7. Obrigada, gracias, thank you :)

    ResponderExcluir
  8. C'est génial, merci...
    c'est très étrange de voir qu'à l'autre bout du monde on peut avoir les mêmes idées et être préoccupé par les même chose....
    Bonne journée
    nathalie

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Volte sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...