As luminárias do conhecimento

Justificar a criação de um novo produto de uma maneira não-comercial é tarefa da qual costumam 'fugir' a maior parte dos designers por aí... Os resultados são muitas vezes bonitos e interessantes, sim, porém acabam sendo estratégias de marketing, pensados somente para aumentar as vendas da empresa ou chamar a atenção para o seu nome.
As luminárias que venho apresentar hoje podem até ser produtos bem comerciais ou não exatamente lindos, mas conseguiram me sensibilizar pelo contexto que inspirou seu criador, o designer neozelandês David Trubridge.
"Existe um mito da criação Maori no qual os deuses deram aos seres humanos três cestos que continham o conhecimento necessário para a vida na Terra: um cesto continha o conhecimento do mundo natural (Kete Arounui, reinterpretado pelo designer utilizando o bambu), o outro continha o conhecimento do mundo espiritual (Kete Tuaatea, em policarbonato) e o último o do mundo racional (Kete Tauari, em alumínio). O conhecimento precisa deve estar em equilíbrio para que possamos viver harmoniosamente na Terra."



As luminárias suspensas representam então os cestos maori, que com uma iluminação eficiente e de longa duração em LED e com os padrões específicos de cada trama acabam criando efeitos de sombra e luz bem interessantes nos ambientes.
Afinal, qual ambiente não ganharia muito com um simples 'toque' de luz e magia?
via
Thais Serafini, designer gaúcha que vive no Brasil mas com o coração em Milão,Itália. Constantemente pesquisando,participando de eventos, procurando inspirações e refletindo sobre design, cultura e arte no cenário atual e também em suas direções para o futuro. Tudo isso e mais algumas divagações estão disponíveis em seu blog Cataclisma Material.

Categorias:

Gostou do post? Comente aqui

Mostrando 2 Comentários

Marcella Ferreira6/9/11

Lindo projeto! Quando eu imaginaria luminárias mitológicas? O resultado é legal, mas a idéia é melhor, encantada!

Reply ♥
Aurora6/9/11

me encantan!

besos

Reply ♥