01 novembro 2011

Projeto Re-food

Ao escolher o assunto do post de hoje, me preocupei em imaginar como iria justificá-lo, pois me parecia muito interessante porém distante do meu tema usual, o design. Mas felizmente essa hesitação não durou muito: percebi que, na verdade, ele não está tão distante assim, basta apenas mudar o ponto de vista acostumado a enxergar somente produtos.
O design também engloba uma estratégia, um modo de pensar que deve primariamente atender as necessidades dos seres humanos, solucionar seus problemas e tornar suas vidas mais fáceis e agradáveis. É também o repensar a nossa relação com o mundo, com o que produzimos e consumimos todos os dias, com o que temos em casa, nas cidades, e assim por diante.

Agora apresento a vocês o projeto Re-food e confio que encontraremos juntos os paralelos entre ele e o design.
Hunter Halder é um cidadão americano de 60 anos que vive em Lisboa, Portugal. Preocupado com a crise econômica que o país tem enfrentado e suas consequências, ele decidiu em março deste ano montar uma organização, e toda noite monta sua bicicleta para percorrer as ruas da cidade.
O percurso de Hunter, que hoje conta com outros 100 voluntários, é coletar sobras e alimentos que não foram servidos de restaurantes para em seguida distribuí-los a 70 famílias necessitadas.


O senhor Halder não só utilizou sua inteligência, sensibilidade e boa-vontade como faria um (bom) designer ou projetista em busca de soluções adequadas aos demais, mas age primariamente como um grande coração: distribuindo aos necessitados o que já existe, é desperdiçado e não consegue chegar até suas casas. Aliás, não se conseguia até este ano, e quem sabe graças a iniciativas como esta não será mais um desafio.
Thais Serafini, designer gaúcha que vive no Brasil mas com o coração em Milão,Itália. Constantemente pesquisando, participando de eventos, procurando inspirações e refletindo sobre design, cultura e arte no cenário atual e também em suas direções para o futuro. Tudo isso e mais algumas divagações estão disponíveis em seu blog Cataclisma Material

9 comentários:

  1. Thais
    Marido é Português de Lisboa,cá na Bélgica assistimos esta reportagem e fiquei encantada com o trabalho deste homem tão generoso.
    lindo post,bjkas

    ResponderExcluir
  2. Susi, as leis são diferentes em cada lugar. Aqui no Brasil isso não seria possível. Trabalhei durantes muitos anos em uma empresa de Alimentação Industrial. Tudo que sobra não pode ser reaproveitado e deve ser descartado. Porque? Porque a responsabilidade de quem doa é enorme. Se alguem tiver algum problema por conta de armazenamento inadequado do alimento, ou o q seja, quem doou pode ter sua licença cassada.A responsabilidade é enorme. Transportar alimento não é só levar daqui pra lá. O buraco é bem mais embaixo. Quando alguem me pergunta porque não doamos, tenho uma lista infinita de respostas.
    bjos
    eidia
    www.oquevivipelomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Conheço este projeto e o trabalho duro (burocracia...) que este senhor teve de enfrentar para levar o seu nobre projeto avante.
    Em vez de ir para o lixo a comida começa a ser aproveitada e distribuida. Um ótimo gesto.
    bjhos Paula

    ResponderExcluir
  4. Dalvina Guerreiro1/11/11

    Thais, seu post tem tudo a ver com o design da alma humana. Da bondade e do trabalho daqueles que, em meio a crise que vivem, deixam de lado suas próprias preocupações para dedicar-se aos menos favorecidos. Coisa rara hoje em dia. É o tipo de design que não nos enche os olhos, mas o coração. Obrigadíssima, por compartilha algo tão tocante.

    ResponderExcluir
  5. esses dias assisti uma reportagem onde faziam o levantamento de quanta comida vai fora no nosso país, impressionante o desperdicio enquanto tantas famílias passam fome. Excelente exemplo desse senhor.

    ResponderExcluir
  6. Matar a fome tá na moda... é um grande designer!!!
    Adoorei essa sua "viagem"!!!!

    beijuuuuuuuuuuuuuuuu

    ResponderExcluir
  7. Pois é, infelizmente ainda existe muita burocracia "afastando" as pessoas nesse mundo.. Agradeço a todas pela participação :)

    ResponderExcluir
  8. Achei o post genial! Falar sobre pessoas ou projetos incríveis cabe em qualquer ocasião e assunto...Beijos, Helka

    ResponderExcluir
  9. Projeto sensacional.
    Parabéns pelo post.
    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita. Volte sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...